Imposto de Renda: 4 motivos para declarar com certificado digital

Imposto de Renda: 4 motivos para declarar com certificado digital

Todo mês de março e abril, contribuintes brasileiros precisam cumprir uma importante obrigatoriedade. Sinônimo de burocracia e até medo, o Imposto de Renda com certificado digital torna a transmissão do IR muito mais simples e segura. Isso porque uma das vantagens são os recursos para te alertar de dados que te jogariam na malha fina.

Tanto para cidadãos quanto contadores, transmitir a declaração com o certificado é bem mais vantajoso do que da forma tradicional. Nossa equipe conversou com o controller da Certificaminas, Luiz Gustavo Sousa, para entender melhor os benefícios e pontos importantes sobre o IR com o recurso.

Fique com a gente até o final e veja como declarar o IR da forma mais fácil e indicada!

É obrigatório usar o certificado digital para IR no e-CAC?

Para alguns contribuintes, é obrigatório sim. A Receita Federal exige o uso do certificado digital para transmitir o IR no e-CAC para:

  • Contribuintes que realizaram pagamentos acima de R$5 milhões;
  • Quem recebeu rendimentos tributáveis, ou isentos e não tributáveis, ou sujeitos à tributação exclusiva ou definitiva na fonte, acima de R$ 5 milhões.

No entanto, como vamos mostrar no restante do texto, é muito vantajoso declarar o imposto de renda com o certificado digital mesmo que seja opcional para você.

Por que transmitir o Imposto de Renda com certificado digital?

Mesmo os contribuintes que não são obrigados se beneficiam da declaração com certificado. Assim, vale muito a pena considerá-lo no momento de cumprir a obrigatoriedade, detalhamos como abaixo.

1. Menos chances de cair na malha fina

O terror de todo contribuinte é cair na temida malha fina. Além da declaração desonesta, por omitir informações conscientemente, há quem se depare com as garras do leão por cometer erros por desconhecimento. Declarar no e-CAC com o certificado digital aciona recursos que você não tem se declarar com aplicativos ou via software.

No e-CAC, a Receita Federal consegue apontar dados que precisam de correção ou faltam na declaração.

2. Praticidade

A declaração via e-CAC com certificado digital dispensa o uso de softwares, aplicativos ou qualquer outro recurso. Pelo canal, os dados também são pré-preenchidos. Ou seja, a Receita Federal tem informações sobre você e só é preciso confirmá-las após serem lançadas.

3. Rapidez

A velocidade com que você declara o IR com certificado digital é consequência da praticidade proporcionada por essa forma de cumprir a tarefa anual. Ao tirar o tempo de baixar sistemas, preencher as informações manualmente, você ganha agilidade. Passar por burocracias de maneira facilitada é tudo que queremos, não é mesmo?

4. Segurança

Como tudo que você faz com o certificado digital, a declaração do Imposto de Renda torna-se muito mais segura com o instrumento. Para o controller da Certificaminas, Luiz Gustavo Sousa, o certificado digital deveria ser obrigatório em toda declaração exatamente por ser mais seguro.

“Da forma como é realizada atualmente, com poucos dados qualquer pessoa pode declarar o IR em nome de outro contribuinte”, alerta Gustavo. 

Benefício para o contador

Além de ser muito vantajoso para o cidadão declarar o Imposto de Renda com certificado, o profissional de contabilidade também tem benefícios ao usar o recurso. O controller da Certificaminas conta que, por apontar ausência de algumas informações, é possível solicitar os dados faltantes para o contribuinte antes de transmitir a declaração.

Luiz Gustavo explica que é comum o cliente esquecer de alguns documentos necessários, por mais que o contador explique. E não há como o profissional saber do esquecimento a não ser pelo apontamento do e-CAC.

Dessa forma, tanto o contribuinte quanto o contador são beneficiados. O contador tem menos retrabalho e consegue entregar uma declaração mais assertiva, já o cliente não corre o risco de pagar taxas ou até cair na malha fina.

Procuração do certificado para contador

Luiz Gustavo alerta para a maneira certa de o contador usar o certificado digital do cliente e vice-versa, do contribuinte conceder acesso ao documento. Muita gente permite que o profissional use o certificado para acessar o e-CAC. Porém, essa prática é arriscada. Se o contador for antiético, ele pode realizar transações bancárias e outras que causem prejuízo para o cliente.

Também pode acontecer dos dados do certificado caírem nas mãos de pessoas maliciosas. E, para o contador, também não é a forma mais recomendada de utilizar o certificado do cliente. Se ele utilizar mídia, ela pode estragar enquanto estiver com o profissional. O acesso de terceiros por acidente também coloca o contador em maus lençóis.

É possível fazer uma procuração e, no e-CAC, mostrar quais são os serviços que o contador pode realizar com o certificado digital.

É o melhor para os dois. Assim, se você vai declarar o IR com o recurso, seja contador ou contribuinte, outorgue a procuração.

Qual certificado usar para declarar Imposto de Renda?

O certificado digital para declarar IR é o e-CPF, do tipo A1 ou A3. Cada um deles têm características específicas, você deve analisá-las antes de decidir por qual irá optar. Neste blog você consegue todas as informações sobre eles, inclusive a diferença entre os certificados A1 e A3.

A melhor notícia sobre os certificados é que eles não serão úteis apenas para declarar o imposto de renda no e-CAC, mas você vai utilizá-los em diversos momentos da sua vida. Eles vão desburocratizar sua vida.

E a praticidade começa pela emissão, que pode ser feita via videoconferência.

Tudo sobre transmitir imposto de renda com certificado digital

Agora que você já sabe dos benefícios de declarar o IR com certificado digital, é hora de providenciar o que é necessário para cumprir a obrigatoriedade. Nós preparamos um e-book com todas as informações necessárias para você não errar quando estiver de frente com o leão.

Neste e-book gratuito, você vai ver o passo a passo para a declaração, além de ver muitas outras dicas para entregar o IR sem furos.

Baixe o ebook hoje mesmo, clicando aqui.