Certificação digital para bombas de combustível: mais segurança no abastecimento

Certificação digital para bombas de combustível: mais segurança no abastecimento

Entregar o combustível no volume certo e na qualidade adequada é o que deveria acontecer em todos os postos, mas sabemos que nem sempre essa é a realidade.
Como já falamos por aqui, em 2019, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) havia informado que começaria um programa de certificação digital para bombas de combustíveis com o objetivo de dificultar e reduzir a ocorrência de fraudes eletrônicas no abastecimento de veículos. Segundo levantamento do setor, essas fraudes cometidas contra o consumidor final ultrapassam a marca de R$ 20 bilhões por ano.

Agora, o órgão anunciou que a implementação do regulamento que aprova o uso da certificação digital nesses equipamentos se tornará obrigatória a partir de julho de 2022.

E aí que a fabricante Gilbarco Veeder-Root entra em cena com a bomba Prime S, que promete acabar com esses tipos de adulterações e permite até que as informações sobre a qualidade do combustível estejam na nota fiscal.
Por meio de um aplicativo de celular, será possível saber se você está levando a quantidade certa de gasolina, diesel ou etanol pelo qual pagou.

Como a Prime S vai funcionar

Lançada no final de 2020, a bomba Prime S é compatível com a certificação digital das bombas. Consiste em usar um pulser (um medidor eletrônico) na bomba do posto para verificar se a quantidade de energia gerada pelo equipamento é compatível com o volume de combustível colocado no tanque do veículo. Uma CPU assina digitalmente os dados de medição da bomba.

A Prime S ainda usa criptografia assimétrica na transmissão de dados entre o pulser e a CPU, que, de acordo com a fabricante, é onde são feitos os desvios ou manipulações dos dados (e isso pode ser, inclusive, desativado remotamente). Para o dono do posto, a vantagem é que esse equipamento requer calibrações mais espaçadas e permite atualizações.

Essa nova bomba também poderá ser integrada a uma sonda de monitoramento de densidade do combustível, a sonda Mag D. Todo combustível tem uma densidade padrão determinadas pelos órgãos oficiais.

Novas bombas são obrigatórias

A troca das bombas de combustível pelas novas, com certificação digital deverá ser feita por três motivos: ou em caso de fraude comprovada, ou por algum defeito ou pelo tempo de uso. De toda forma, o consumidor irá atrás de equipamentos mais confiáveis e seguros. Desta forma, a troca das bombas tende a acontecer de forma rápida e totalmente voluntária.

O que é um certificado digital?
Diante de tudo que foi dito sobre a aplicação do certificado digital para evitar fraudes nos postos de combustíveis, você pode estar se questionando sobre o que é essa ferramenta e quais são suas outras formas de uso.
O certificado digital nada mais é que um documento eletrônico que funciona como uma assinatura digital. Com ele, é possível realizar diversas transações eletrônicas, emitir notas fiscais, assinar documentos e enviá-los para qualquer lugar do mundo com validade jurídica, sem a necessidade de nenhuma autenticação a mais. Além disso, a criptografia de dados presente no certificado garante autenticidade, confidencialidade e integridade em todos os serviços e aplicações realizados com a ferramenta.
Considere investir em um para você e otimize as atividades eletrônicas e burocráticas do seu negócio!
Continue nos acompanhando para receber outras novidades sobre o setor de certificação digital.